Fadas e Abobrinhas

Paganismo, Bruxaria, Pensamentos, Percepções e Abobrinhas ao alcance de todos.

Filmes bacaninhas: A Bruxa do Bem

No dia 28 de julho, hoje, passou um daqueles filminhos de bruxa na sessão da tarde que eu confesso: achei bem legal. Infelizmente, como todos os filmes de sessão da tarde, este também tinha um nome tosco e infeliz: “A Bruxa do Bem”, e pior, do original “The Good Witch”.

oi85g710
Mas a história do filme e a tal bruxa eram bem legais. Nada muito forçado como transformações em animais, chapéus pontudos etc. A bruxa em questão é uma mulher que viaja muito e que conhece muitas coisas.
A mulher chamada Cassandra, se muda para uma pacata cidadezinha que tem uma boa dose de moralismo e vai morar, nada mais, nada menos, que na casa mal assombrada da cidade - Clichê? Com certeza! Esse é o roteiro básico de qualquer filme sobre bruxas da Sessão da Tarde. Com direito a uma gata preta, chamada Ísis.


Daí em diante entra as cenas dos poderes da bruxa: Para começar, ela conversa com um cachorro para que ele pare de perseguir e assustar crianças. Não, o cachorro não responde. A cena consiste na bruxa encarando o cachorro e depois ela se agacha e diz que sabe que ele é um cão bonzinho, mas que o dono é idiota e que é falta de educação assustar crianças e aí o cachorro vai embora. Nada demais – comparado a outros filmes.


As crianças então entram na casa, pois a menininha machucou o joelho e precisava de um curativo. Na cozinha, muitos potes de ervas, frutas bonitas e caixas da mudança. A gata sai de dentro do armário e derruba a vassoura de palha, o momento perfeito para as crianças darem um jeito de irem embora, assustadas, dizendo que a mulher é uma bruxa.

the-good-witch-2
Ela monta no centro da cidade uma pequena lojinha chamada Bell, Books and Candles – Sinos, Livros e Velas. Lá, ela vende suas essências, velas, sinos, livros, cristais, pingentes e etc. Artigos esotéricos. Decora o ambiente com máscaras que foi colecionando de suas viagens.


Daí vai indo as outras coisas: Ela começa a mudar a vida das pessoas. Ela convida um mendigo alcoólatra para trabalhar para ela, reformando sua casa – ele construía casas, era marceneiro etc. – em troca de casa e comida, e assim, ele para de beber. Ela ajuda a menininha a se livrar dos sonhos ruins com um Filtro dos Sonhos e ajuda um garoto a se livrar de um valentão, percebendo como aquele valentão tinha problemas sérios. Ajuda o garoto a perceber que o pai dele é legal e parar de tratá-lo mal. Ajuda uma mulher a reacender “o fogo” no casamento, simplesmente usando uma essência e acreditando na presença dela mesma. E mais uma série de coisas.
Claro que a moralista mal amada e antipática, líder da comunidade quer se livrar da simpática bruxinha. É um filme cheio de clichês...


Mas toda essa parte de loja esotérica, fazer as pessoas terem mais consciência de si mesmas e do mundo a sua volta me conquistou. Não é um filme de bruxas como os demais, justamente por isso.

the-good-witch-1
Aliás, a bruxa de que falamos é uma bela jovem que tem uns 25, 30 anos e que está a um passo de conquistar o delegado bonitão da cidade que perdeu sua esposa há pouco tempo. Nada de verrugas, nem narigão ou roupas pretas: Ela se veste como uma mulher normal, com blusinhas de tecidos leves, colares normais, usa jeans, enfim: É uma pessoa perfeitamente normal, como todas nós bruxas somos.


Óbvio que tem coisas de filmes – como os clichês e a cena do cachorro – mas isso é normal, pois é um filme. Mas como disse, ele não é como os demais.
Para mim, ele tem uma visão bem realística do que é a bruxa hoje dentro de uma sociedade e do que uma bruxa faz: entende e transforma o ambiente, as pessoas e a si mesma. Além de conhecer ervas e cozinhar.
Acho um bom filme para mostrar e ensinar as pessoas e crianças um pouco do que é a bruxa.


Fica o convite! Procurem, assistam e comentem, okay?
Beijos e até a próxima!

2 comentários:

Eu achei tensinho quando eu vi a propaganda. Até pq, filme de bruxa q a gente sempre lembra é "Da Magia a Sedução", não alguma coisa q una bom e bruxa num nome.
Mas depois do seu resumo ele parece ter algo mais que os filmes normais, já que não é vontade dele mostrar uma bruxa de verdade, ele mostra bem da "vida pagã",então. Mesmo só querendo ser uma coisa fofa que não assuste crianças.
Assistirei

bjukz
Maranna

 

Oi Maranna, desculpe o atraso.

Realmente não é um filme forçado, nem tem aquela coisa cheia de de pelúcia cor de rosa que geralmente colocam pra criança.

Tem um jeito bem pagão mesmo, com uma pequena dose de fantasia (que é necessária na infância) de resto, bem legal!

Assista e depois comente!
Beijos