Fadas e Abobrinhas

Paganismo, Bruxaria, Pensamentos, Percepções e Abobrinhas ao alcance de todos.

Ideias para Livro das Sombras digital

Se você não está a fim de montar um Livro das Sombras Digital, mas chegou até aqui, continue! Você pode usar essas ideias para outras coisas e eu falo a respeito disso!
Book of Shadows Rose
De certo, muitos bruxos e bruxas hoje, em pleno século XXI, preferem ter seu BOS (Book Of Shadows) no computador, mesmo com o problema base já levantado por muitas pessoas: você não poderá acessá-lo de outra forma. Alguns preferem fazê-lo para evitar bisbilhoteiros e pela segurança, outros, pela economia de papel, redução de gastos, dores nas mãos e afins, alguns, por ambos os motivos e mais alguns por outros motivos.
Tenho meu BOS físico, mas sempre alimentei a vontade de ter um BOS virtual, acho boa ideia. Por quê? Simples! Cópia de segurança! Assim, se acontecer algum acidente (ou atentado) tenho uma cópia a salvo.


E daí partem várias ideias e problemas... Onde fazer? E como? Têm vários por aí que dividem computador e não querem curiosos abrindo seu tão precioso arquivo... Resolver isso é simples: Senha! – óbvio que nada de data de nascimento, mas até aí é o de menos.

Poderia ser feito no Word, acho que é o mais óbvio. Eu sinceramente já tentei e não gostei. É difícil organizar e localizar informações, e depois de um tempo fica muito pesado para abrir.

Recentemente descobri um programinha interessante, chamado nada mais nada menos que “BOS”. Peguei lá no 4shared da MissElphie.
Spell book É um programinha interessante, leve e se instala em dois minutos. Mas também não gostei. 
Ele se divide em quatro categorias: Spells, Rituals, Incense, Recipes (sim, é em inglês). E já começa aí o problema: você não pode adicionar novas categorias e nessas categorias, os dados são adicionados em dois campos “Name” e “Instructions”. Quebra bem o galho, mas eu não sobreviveria só com essas categorias nem com esses campos para inserir informações. Meu BOS físico deve ter umas dez classificações de assuntos. Quebra o galho, mas não é suficiente (pelo menos pra mim).
Esse programa tem mais um problema: As páginas que você cria dentro dessas categorias são salvas na pasta do programa como um arquivo de extensão “rec” com o título que você deu. Ou seja, “Pão de Alecrim” ou “Ritual de Lua cheia” (exemplos). Então, chegando à pasta do programa, a pessoa xereta já consegue ver o que você escreveu por ali – mesmo que ela não saiba exatamente o que é e que não possa abrir (devido à senha que você coloca no programa). Um prato cheio pra quem gosta de encher o saco!

Então, eis que me vem à brilhante ideia: Microsoft OneNote. Simples.
É um programa de anotações bem útil, disponível nas versões 2003, 2007 e 2010 do Office. No caso do BOS, você cria o Bloco de Anotações, adiciona as seções (ou categorias): Feitiços, Diário, Ervas, etc. Dentro dessas seções você cria as páginas e ainda pode criar as subpáginas. E ainda dentro das seções você pode criar um grupo de seções... Ou seja: é que nem a lata de fermento Royal.
Exemplo:
Seção: Receitas. Página: Pão de Alecrim – nela coloca-se os procedimentos da receita. Subpágina: Observações. Grupo de Seções: Sabbaths, Amor, Prosperidade etc.
Você pode adicionar imagens, vincular arquivos de áudio ou vídeo, hiperlinks, lista de tarefas, desenhos, printscreen e além de tudo, pesquisar essas informações – mesmo que estejam nas imagens.
Aí vem a perguntinha magicka: Dá pra por senha, tia Sophia? Dá pra por senha. Nas seções. Então você cria seu bloco de anotações chamado BOS (ou um outro nome qualquer pra despistar) e criptografa as sessões. Se você for bem neurótico, pode colocar algo em código como nome das seções... Ou seja, o bloco de anotação em si não tem senha, mas as sessões sim, então alguém pode abrir e ver a palavra “Feitiços” escrita, mas não pode abrir os feitiços em si. Tendeu?
Você ainda pode configurá-lo, para que ele bloqueie as sessões criptografadas após “x” minutos que você fique sem trabalhar nela.
Além do que, esse programa pode ter outras funções: Como organizar despesas, estudos, fichamentos de livros, lista de compras, etc. Bem legal! Recomendo!

Mas você não tem nem o Office 2007, nem o 2010. Não quer gastar 10R$ para comprar um e nem atrever-se baixar da internet? Sem problemas!

spell-bookTemos o Evernote. Na verdade, o OneNote foi baseado no Evernote (ou quiçá outro) que já existia. Com o Evernote, é basicamente a mesma coisa, mas tem uma vantagem: ele também é Online! Ou seja, você pode acessar as informações pelas Lan Houses da vida. Para instalar o software do Evernote no computador e utilizá-lo, você precisa ter uma conta de usuário no site, mas pode escolher se seu Bloco de Anotações vai ou não para a sua conta online.

O software do Evernote existe para Mac, Windows e Portable. Ou seja, você ainda tem a opção de instalar numa pendrive e levar por aí. E quando quiser utilizar, só executar o programa dentro da pendrive.
Espero que tenham gostado das dicas e lhe sejam úteis!

Beijos e até a próxima.

Sophia Austeros
Contato: sophia.vii@gmail.com