Fadas e Abobrinhas

Paganismo, Bruxaria, Pensamentos, Percepções e Abobrinhas ao alcance de todos.

Quem fala com você?

hierophant1

"Somos tarólogas e tarólogos. Quer dizer, só tarólogas? Definitivamente, não! Em nosso mundo existem pessoas que são muito sintonizadas com o Universo que nos cerca e que conseguem, através de diversas ferramentas compreender o andar da Natureza e aprender mais sobre si. São os oráculos e, com eles, a voz do divino. Assim, agora, queremos saber: Quem fala com você?

Responder essa pergunta com “meu Tarot” ou “meu mentor” ou “os deuses” seria um tanto vago, acredito… Acho que a melhor resposta é o Universo.

Mas mais do que ser através do baralho de tarot ou de uma meditação ou de outras coisas do tipo, meu negócio é sinais.

Eu adoro simbolos, adoro significados e adoro a percepção das coisas de uma forma diferente… Ver aquela borboleta cruzando meu caminho, aquela aranha ali na parede, aquele pássaro voando no céu ou até mesmo a hora no relógio e aquilo me passar uma mensagem… Por vezes mais impactante e direta que um lâmina de tarô ou que a voz de um espírito ressoando na minha mente.

Explicar como isso ocorre é um desafio. Afinal, não são todas as borboletas que cruzam meu caminho que querem dizer algo, nem toda vez que eu olho no relógio… É aquele chamar a atenção, o fazer você olhar com outros olhos, olhos da alma.

Talvez a forma mais fácil de explicar isso seja passar algo que o mostre… Tal como o filme (LINDO) intitulado Sob o Sol da Toscana, que aliás, descobri que existia graças a Pietra… Ele mostra essa coisa dos sinais, mas não somente! É um filme lindo cheio de lições (para mim, de magia).

Então… Acredito na natureza. Acredito que ela fale comigo, que o vento sopre as respostas que preciso ouvir. Que através dela, os deuses falam… Os deuses, e tudo o mais.

E com você? Quem fala com você?

---

Conheça o Chá de Tarot no Facebook!

8 comentários:

Eu acho isso de ler esses sinais mt italiano... fazemos isso faz tempo... tanto que eu aprendi com o urubu, prenponderantemente.

Adoro Sob o Sol da Toscana e adoro o desenvolvimento dele e a relação entre a autora e a casa, o lugar e o lance dela com a Virgem Maria hihihihihi

Adorei, Sophs... obrigada por participar!

 

eu passei bom tempo me policiando pois minhas perguntas do tipo: irá chover? a prova será terrível? as entendia respondidas pelos movimentos e formas das nuvens...
e depois ficava pensando: devo ser louca, (isso com uns 13 - 14 anos)

 

Lu, também pensava ser louca.. Aliás ainda penso... Gosto de observar o formato das nuvens e seus movimentos também. Urubus, nem se fala!
Adoro isso, mesmo me sentindo louca às vezes (=
Quanto ao filme, adorei ter conhecido através de você, Pi... Adoro toda a coisa de sinais, tudo do filme. É lindo! (=

Embora eu não tenha uma família toda italiana, ta guardado aqui em algum lugar, hehe

 

Eu ouço... e falo também, rs. Abraços!

 

Quando era menina deitava no chão e olhava as nuvens que corriam até ficar tonta, e lá o tempo se perdia. Meu avó me ensinou a falar com o vento. Ele cuidava do jardim e quando o vento batia nas folhas, ele dizia , está vendo? Isso é Deus, o vento é Deus. Isso moldou minha alma profundamente, e aprendi a falar com o vento. Hoje dentro dos ritos ciganos, sopro no vento meus recados e de lá tenho respostas...sabe, meninas? Falar sobre isso me emocionou! Flores, frutos, perfume daquele jardim onde a divindade se mostrava com toda a simplicidade, como deve ser...bjus e obrigada pela oportunidade de estar entre vocês!
sonia

 

Sooooniaaaa eu também falo com o vento! Pensei que era a única maluca... hahahaha

Beijos

 

Onde está a Imperatriz?

Eis nossa nova Blogagem Coletiva, te convidamos a fazer parte dela!



Pietra e Luciana

http://oraculosdofeminino.blogspot.com/2010/11/blogagem-coletiva-convite.html

 

Há algo para ti aqui:


http://gherminando.blogspot.com/2010/11/voce-faz-diferenca.html

=*